Que raloín, que nada!

Por: Mouzar Benedito Ela é uma velha feia e malvada. Tem uma verruga peluda na ponta do nariz, encurvado que nem bico de gavião. No raloín, quer dizer, Halloween, como escrevem os gringos e os que os seguem, lembram-se dela e ameaçam: um suborno (em forma de doces) ou usam as maldades dela contra nós. …

SANTO ANTÔNIO, UM SANTO GOZADOR: NÃO CASOU, MAS QUER CASAR OS OUTROS

Ser santo é da ordem do maravilhoso, poderiam dizer os surrealistas. O maravilho que ultrapassa o real, embora mantendo uma linha de contato pelo seu simulacro: a imagem. A imagem é a linha de ligação entre aquele que foi real, mas que depois foi promovido à ordem transcendente pela imagem por força de um ritual …

HURRA, MEU BOI!

DEFENDE O TEU PASTO COM A FORÇA DE TUA TURRA! Os calculistas, os aproveitadores, os maledicentes não sabem que uma enunciação coletiva é produzida pelas relações de elementos construtivistas que criam corpos agenciadores de saberes e dizeres. E como enunciações coletivas não nascem dos interesses de sujeitos sujeitados em particularidades lucrativas. Assim são todos os …