DIÁRIO DA INCLUSÃO SOCIAL: 5 DICAS DE INCLUSÃO PARA A VOLTA ÀS AULAS, POR TALITA CAZASSUS

O período letivo de 2019 está iniciando e com ele surgem os questionamentos sobre a inclusão escolar dos alunos com deficiência: ” Como  lidar com esse aluno?”; ” A minha escola possui estrutura para recebê-lo adequadamente?”; “Como integrar o aluno com os demais?”… Por isso, preparamos algumas dicas para que vocês possam promover a inclusão desses alunos em suas escolas. Confiram!

1. Busque conhecer a deficiência

Cada deficiência possui as suas particularidades e por isso é fundamental que você entenda mais sobre ela. A maneira de lidar com um aluno autista nunca será a mesma que lidar com um aluno com síndrome de Down, por exemplo. Portanto, busque sempre adquirir o máximo de conhecimento possível: leia livros, artigos, blogs, siga contas no instagram e Facebook. Com o tempo você vai se familiarizar com o assunto e verá que não se trata de nenhum bicho de sete cabeças!

2.Converse com os pais

Isso mesmo! As pessoas mais indicadas para te ajudar a lidar com um aluno com deficiência são seus pais. Por isso, não tenha medo de perguntar! Tenho certeza de que os pais ficarão muito felizes em ajudar e principalmente em ver o seu interesse no assunto.

3. Acompanhante não é professor!

Alguns alunos com deficiência possuem acompanhante; mas esse jamais substitui a figura do professor! O acompanhante serve para auxiliar o aluno com deficiência na execução de tarefas em sala de aula, como para ir ao banheiro, lanchar e outras atividades que se façam necessárias. Contudo, é muito triste chegar na sala de aula e ver o aluno com deficiência sentado no fundo isolado com o acompanhante como se não estivesse na sala. Isso é exclusão e não pode acontecer!

4. Conscientize os demais alunos sobre a importância da inclusão

Quando tiver um novo aluno com deficiência na escola, conscientize os demais alunos sobre a importância da inclusão. Fale sobre a deficiência em questão, tire todas as dúvidas dos alunos para evitar atitudes preconceituosas. É possível fazer isso de forma lúdica e divertida, usando por exemplo a contação de histórias e a exibição de filmes. Não esqueça de tratar o tema sempre com bastante naturalidade!

5.Veja a inclusão como uma oportunidade e não como uma obrigação

Lei Brasileira de Inclusão  garante o direito de matrícula das pessoas com deficiência no ensino regular e sem cobrança de taxas extras ou aumento da mensalidade. Contudo, de nada adianta matricular o aluno e deixá-lo largado no fundo da sala de aula, sem que  consiga aprender ou mesmo se integrar com os demais alunos.

Portanto, veja sempre a inclusão como uma oportunidade de crescimento tanto para você profissional de ensino ( seja professor, coordenador, diretor…), como para os alunos! Conviver com as diferenças é sempre um desafio, mas também é um grande aprendizado para toda a vida.


Por Talita Cazassus Dall´Agnol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *