DTAFOLHA REVELA QUE 56% DOS BRASILEIROS SÃO FAVORÁVEIS AO ABORTO

 Elas por Elas
Para 34%, a lei deve seguir como está, 16% consideram que o aborto deve ser permitido em mais situações e 6% dizem que deve ser permitido em qualquer situação
 11/01/2019.
Fábio Rodrigues Pozzebom – Agência Brasil
1x1.trans - DTAFOLHA REVELA QUE 56% DOS BRASILEIROS SÃO FAVORÁVEIS AO ABORTO

56% dos entrevistados pelo Datafolha apoiam o aborto.

Datafolha realizou uma pesquisa em todas as regiões do país e identificou que 56% dos brasileiros são favoráveis, de alguma forma, ao aborto. De acordo com o levantamento, divulgado nesta quinta-feira (10), 34% acreditam que a lei deve continuar como está e manter a permissão para o aborto em caso de estupro, quando há risco de vida para a mulher ou se o feto for anencéfalo.

A pesquisa mostrou ainda que 16% dos entrevistados consideram que o aborto deveria ser liberado em mais situações que as permitidas pela atual legislação. Outros 6% afirmaram que o procedimento deveria ser liberado para qualquer caso, segundo o Datafolha.

Segundo o levantamento, 41% dos brasileiros são contrários a qualquer tipo de aborto.

Atualmente, a legislação brasileira prevê a possibilidade do aborto em caso de gravidez decorrente de estupro ou se há risco de vida para as mulheres. Já no caso de feto anencéfalo, o procedimento foi liberado após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em 2012. Em qualquer outra situação, o aborto é considerado um crime no Brasil.

Bolsa estupro de Bolsonaro

O instituto perguntou ainda se os entrevistados concordavam que mulheres estupradas que engravidarem não deveriam abortar, e sim receber ajuda financeira para ter o filho, a chamada Bolsa Estupro, projeto defendido pela ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.  51% dos brasileiros não concordam com o projeto do governo Bolsnaro. Outros 46% aprovam.

Datafolha ouviu 2.077 pessoas com 16 anos ou mais em 130 cidades de todas as regiões do Brasil, entre os dias 18 e 19 de dezembro Segundo o instituto, a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos. O nível de confiança é de 95%.

Da Redação da Secretaria Nacional de Mulheres do PT com informações da Folha de S. Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *