“A gente fala línguas bem diferentes. A gente vive o mundo de formas diferentes. Mas todos nós sonhamos com paz e com um Brasil sem violência”