VOTE POR LULA: É HADDAD PRESIDENTE!

A perseguição jurídica implacável contra Lula o impediu de ser candidato. Também o impediu de votar, direito básico de qualquer cidadão. Mas não conseguirão calar Lula nas mentes e corações do povo. Milhões de brasileiros votarão, por Lula, em  Fernando Haddad para presidente.

1x1.trans - VOTE POR LULA: É HADDAD PRESIDENTE!Há mais de 5 meses, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é mantido preso político, condenado sem haver cometido nenhum crime, em um processo sem provas. Mas ninguém pode prender ideias, e as ideias de Lula estão livres, na cabeça do povo brasileiro. A perseguição jurídica sofrida por Lula privou o povo de seu direito de votar livremente, impedindo que Lula fosse candidato contra a determinação da ONU, mesmo sendo líder absoluto em todas as pesquisas de intenção de voto – talvez justamente por isso.

A Justiça também negou a Lula o direito de votar, direito básico de todo cidadão brasileiro. Alegam que questões burocráticas impediriam o registro do voto do ex-presidente: seriam necessários vinte eleitores, no mínimo, para enviar uma urna eletrônica à sede da polícia federal em Curitiba. Na prática, retiram de Lula seus direitos políticos antes de sentença transitada em julgado, ferindo a legislação.

Como disse em sua Carta ao Povo Brasileiro, Lula foi incluído artificialmente na Lei da Ficha Lima para ser arrancado da disputa eleitoral. Mas o ex-presidente jamais trocaria sua dignidade por sua liberdade, e jamais  deixará que aprisionem o futuro do Brasil. Por isso, Lula substituiu sua candidatura pela de Fernando Haddad, seu ministro da educação e leal porta-voz.

Se querem calar nossa voz e derrotar nosso projeto para o País, estão muito enganados. Nós continuamos vivos, no coração e na memória do povo. E o nosso nome agora é Haddad

Se Lula está impedindo injustamente de votar e de ser votado, vote por Lula. Seremos milhões de Lulas apertando 13 no dia 7 de outubro e elegendo Fernando Haddad presidente do Brasil.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*