PT REGISTRA NO TSE 29 CANDIDATAS LÉSBICAS, BISSEXUAIS E TRANS. ENQUANTO ISSO, OUTROS PARTIDOS SOFREM COM SEUS CONFLITOS SEXUAIS

Produção Afinsophia.

Qualquer leigo em psicanálise sabe que um dos impulsos que mais perseguem os homens e mulheres é o sexual. Isto em razão de que a primeira investida da criança em seus pais é a libidinal. O instinto sexual como procura de prazer. O que Freud mostra muito bem em seu tratado o Princípio do Prazer.

Porém, a criança, fixada em um dos país, sofre uma forte interdição em sua meta que tem como objetivo esse progenitor. É a força do Princípio de Realidade. Assim, forma-se o recalque que se tornará o impulso sexual sublimado em sua vida adulta.

Em função da censura-sexual a criança entra em conflito com sua própria sexualidade que se mantém como impulso no inconsciente, o que na vida adulta pode surgir como recusa do outro que assume sua homossexualidade. E a lógica é clara: todo homofóbico tenta com sua homofobia esconder seu conflito sexual-homo. Entretanto, ele não recorre à ilusão, porque ele sente em si o impulso. É por esse motivo que ele tenta afastar de sua presença o homossexual para não se angustiar. Ele se afasta no estado de vilia, mas não pode se afastar de seus sonhos com conteúdos latentes e manifestos de resíduos homossexuais.

Esse personagem é um grande sofredor, mas ele ama esse sofrimento, porque evita contactar com qualquer homossexual para não ser tido por outros como também homossexual. Essa é sua moral: se afastar do homossexual para não ser tido igual a ele. Uma anomalia. O que não é verdade. Pelo contrário: o homossexual não simula, vive sua existência na plenitude de seu ser como dizem Genet, Gide, entre outros homens felizes.

O impulso homossexual encontra-se muitas vezes em pessoas agressivas, invejosas, odientas; e, principalmente, nas tiranias. No nazismo e no fascismo havia homossexualismo para todos lados. Para tentar sublimar a angústia eles desenvolveram forte perseguição aos socialistas e democratas. Perseguiram todos que se mostravam livres.

Como os partidos de esquerda trabalham sempre com o sentido pleno da liberdade, o contrário dos partidos burgueses reacionários, são eles que sempre revelam membros e candidatos homos. Como mostra nesta eleição o Partidos dos Trabalhadores que registrou 29 candidatos entre lésbicas, bissexuais e trans. É mole? Faz o mesmo e põe fim na atrofia!

Em síntese, todo homofóbico tem pavor de sua sexualidade. Por isso ele realiza continuamente transferência-projetiva para os homossexuais. Deveriam pagá-los, já que os homossexuais possibilitam que eles, como homofóbicso, possam praticar terapia-social neles próprios. Se conhecerem melhor.

Em se tratando de Ética/Eros, como diz Narciso: o outro é um belo espelho para se projetar a alma sem tormento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *