1x1.trans - GGN: TACLA DURAN PRESTA DEPOIMENTO SOBRE INDÚSTRIA DA DELAÇÃO PREMIADA À CÂMARA

Jornal GGN – A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados tomará o depoimento do advogado Rodrigo Tacla Duran na terça (5), por meio de videoconferência, a partir das 10h.

Morando na Espanha desde que passou a ser investigado pela Lava Jato de Curitiba, Tacla Duran já denunciou um suposto esquema de pagamento de propina em troca de melhorias em acordos de delação premiadas realizados na cidade de Sergio Moro. Um amigo pessoal do juiz, Carlos Zucolotto, foi acusado de ter cobrado dinheiro “por fora” para ajudar Duran a pagar uma multa menor à Lava Jato e se livrar de um processo por lavagem de dinheiro.

“Ele possui diversas informações relevantes sobre a Operação Lava Jato e, por isso, deve ser ouvido nas instâncias adequadas e responsáveis pelo processo. Porém, por causa de diversas negativas injustificadas, teve violado o direito ao devido processo legal, além da garantia ao contraditório e da ampla defesa”, disse o deputado Wadih Lula Damous (PT-RJ), autor do requerimento para a Comissão ouvir o advogado em audiência pública.
Para o líder do PT na Câmara, Paulo Lula Pimenta (RS), trata-se de mais um absurdo autoritarismo de Moro contra Lula. “É um processo extremamente importante para o País, pois envolve um ex-presidente da República que lidera todas as pesquisas para a Presidência da República e foi condenado como preso político, pois não há nenhuma prova nos processos que justifiquem sua condenação”.
Com informações do PT na Câmara