Resultado de imagem para imagens de greve de ônibus

Produção Afinsophia

No quinto dia da greve dos rodoviários de Manaus, a não cidade mais uma vez amanheceu sem o serviço de transporte coletivo operando. Os ônibus só começaram a sair das garagens a partir das 09:00 horas.

Segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir Oliveira, os trabalhadores voltaram aos postos para tentar uma renegociação com as empresas, com a prefeitura e com MPT. Para o presidente do Sindicato dos Rodoviários, existe uma previsão de demissão de 40% dos funcionários. O assessor jurídico do SINETRAN, Fernando Borges, declara que “isso é uma mentira. Não há esta intenção e nem possibilidade de que isso ocorra”, 

Para Givancir, o que os empresários do setor estão a fazer é implantar a contratação de trabalhadores horistas gerando com isso a precarização do trabalho. A decisão de retorno ao trabalho foi uma decisão do presidente do Sindicato dos Rodoviários que liberou para este sábado a operação de 60% dos ônibus e também evitar maiores punições aos trabalhadores. Já somam para o Sindicado multas de mais de R$ 20 milhões e para os trabalhadores multa de R$ 1 mil reais por hora parada.

Diante dessa situação optou-se para o retorno ao trabalho, mas com um objetivo, continuar renegociando o dissídio de 2017-2018 de 6,5% e o cancelamento de todas as multas por parte do Ministério Público do Trabalho e afins.

O pesadelo continua. Trabalhadores usuários do serviço dormem e acordam com uma grande dúvida. A não cidade terá ônibus hoje para ir à lida? Os responsáveis, por isso tudo chamam-se: Michel Temer, Artur Neto, Empresários do Setor de Transporte em Manaus que são os verdadeiros prefeitos da não cidade, Senadores e Deputados Federais, empresas de mídias golpistas. Estes são responsáveis pelo descaminho que se encontra o Brasil e a não Manaus particularmente.

Para isso só tem uma saída. E ela é pela esquerda do rei.

Crédito da Foto: últimosegundo.ig.com.br