Show 2b7beaa9 a8df 4b59 807d a537e357f15e

Produção Afinsophia

Os rodoviários de Manaus ensaiaram retornar ao trabalho. O prefeito ficou feliz ao ver centenas de ônibus circulando na não-cidade de Manaus, hoje, dia 01 de junho de 2018. Mas foi um ensaio fogo fátuo. Os rodoviários foram ao centro comercial na região do Terminal 1 da Constantino Nery,  Rua Epaminondas, Praça da Matriz, Ferreira Pena e Leonardo Malcher. Nesses locais, os motoras desceram de seus cock-pit e foram prosear sobre a situação vivida pela categoria.

Os passageiros ficaram contentes também porque depois de 3 dias sem viajar de “busão” hoje isso retornava, mas quando chegaram no T-1 tiveram que completar o percurso na pernada o que motivou grande descontentamento.

Depois dessa paralisação os rodoviários retornaram aos ônibus e neste momento estão todos seguindo para as garagens onde irão permanecer parados 100%. Temos informações que neste momento, na SMTU estão reunidos o presidente do Sindicato dos Rodoviários Givanci Oliveira, representantes da justiça do trabalho e do SINETRAN.

Diferente de ontem, hoje muitos trabalhadores estão na lida e dependem dos ônibus. 

Os rodoviários estão decididos. A greve é por tempo indeterminado. Segundo depoimento de vários motoristas enquanto a prefeitura e o SINETRAN não negociar com o Sindicato dos Rodoviários a greve vai permanecer.

A justiça dos patrões vem multando os sindicatos por descumprimento de ordens judiciais. O Ministério Público também ingressou com uma Ação Civil Pública com pedido de liminar antecipada de urgência pedindo o restabelecimento dos serviços de transporte coletivo em Manaus contra a Prefeitura de Manaus, contra a SMTU, contra o SINETRAN e o Sindicato dos Rodoviários.

Manaus, a não cidade é o retrato do Não Brasil, de Temer e de todos os golpistas que desgovernam a pátria.

Crédito da foto: Acrítica