1x1.trans - SEGURANÇA DÁ A MORO INDÍCIO QUE LULA NÃO É DONO O SÍTIO DE ATIBAIA
Jornal GGN – Folha de S. Paulo publicou na noite desta quarta (30) uma matéria informando, no antepenúltimo paragráfo, que o tenente Valmir Moraes da Silva, segurança de Lula, soube “desde o primeiro momento” que o sítio de Atibaia pertence ao empresário Fernando Bittar, e não ao ex-presidente.
O jornal, contudo, destacou na manchete a declaração de Valmir deu a Sergio Moro sobre o número de finais de semana em que Lula esteve no espaço: foram 72 ao longo de 4 anos (de 2012 a 2015). Um ano tem cerca de 52 finais de semana.
A publicação denota que Valmir relatou a Moro situações que indicam que Lula não era dono do sítio. Uma delas é o fato de que o petista costumava fazer uma mala com roupas e utensílios para levar para ao sítio nos finais de semana, e sempre voltava com tudo para sua residência, em São Bernardo do Campo.
Ele também afirmou que quando havia problema no sítio, “a mulher de Lula, Marisa Letícia, dizia para ligar para o empresário [Bittar]”, dono do espaço.
No final da matéria, o jornal diz que o filho de Lula e um dos donos do sítio procuraram Valmir para discutir a instalação de câmeras de segurança.
A Lava Jato de Curitiba acusa Lula de ter recebido reformas no sítio como vantagem indevida da Odebrecht e OAS. Os procuradores afirmam que esses favores têm conexão com contratos na Petrobras.