Resultado de imagem para imagens de temer

Produção Afinsophia

Até podemos debitar há uma pessoa o caos que o Brasil a sete dias enfrenta com o locaute, a sabotagem dos caminhoneiros e dizer que Raimundo Parente é o único responsável. Quando fazemos isso, debitamos só a ele a responsabilidade. Mas, não. São responsáveis por tudo isso, Aécio Neves que não aceitou ser derrotado por Dilma, Michel Temer que traiu Dilma e que se isso fosse na Itália estaria preso por traição à pátria, Eduardo Cunha que chantageou e foi contrariado e por isso aceitou o pedido do golpe. Os dois senadores do Amazonas, Eduardo Braga e Omar Aziz, todos os deputados do Estado do Amazonas,  a Rede Globo de Televisão, Jornal Estado de São Paulo, Jornal Folha de São Paulo, Revista Veja, Época, Quanto é, vários sites de direita a grande maioria dos deputados federais, dos Senadores da República, dos empresários, banqueiros, do sistema jurídico, principalmente do STF que presidiu a sessão que derrubou a presidente Dilma, depois o juiz caipira, com todo respeito aos caipiras originais, Sérgio Moro e todos procuradores do MPF do Paraná comandado pelo autor do Power point Dellagnol, os três desembargadores do TRF-4 que julgaram Lula sem provas e os paneleiros.

A responsabilidade de tudo isso está debitado ao golpe e aos golpistas. E por dentro do golpe ao príncipe dos sociólogos, Fernando Henrique Cardoso que indicou Pedro Parente para entregar para as grandes empresas de capital estrangeiro o pré-sal e a Petrobrax. Como não conseguiu no seu desgoverno fazer isso, aproveitou o governo dos patos para colocar na Petrobras uma pessoa que do início ao seu fim aceitou as determinações das empresas estrangeiras para ditar o preço dos combustíveis e atender exigências de acionistas minoritários e entreguistas.

O negócio era rentável. Levava-se o petróleo bruto do Brasil e nas refinarias estrangeiras o beneficiava, empregava toda a rede que depende os insumos no exterior e depois revendia ao Brasil o petróleo beneficiado. O preço do produto só tinha que aumentar diariamente.

O desgoverno de Michel Temer esteve reunido desde as 08:00 da manhã de hoje, dia 27 de maio de 2018 para decidir sobre a sabotagem dos caminhoneiros e seus patrões. Ontem determinou  intervenção do exército para desobstruir as BR e dirigir o caminhões. Dirigir não se sabe para onde.

As últimas informações que chegam neste momento é que o ilegítimo, como não tem mais credibilidade, aliás golpista nenhum tem credibilidade cedeu às chantagens dos caminhoneiros. Vai dar o desconto de R$ 0,46 por 60 dias e o Parente dele que tanto serviu, contribuiu para o caos que todos são responsáveis, pode cair e não cair, porque num governo débil, caindo Parente quem assumir vai continuar com a mesma política de entrega de nossas riquezas para o capital e para os lacaios nacionais e internacionais que ainda dominam o mundo capitalista.