AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO NÃO VAI REVOGAR CONTRATO DA CHEVRON

sobrevoo%2024NOV

A empresa norte-americana Chevron, que causou crime ambiental ao lançar no mar mais de 440 mil litros de petróleos, que corresponde a 2,4 mil barris, do Campo de Frade, na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, não terá sua licença de exploração de petróleo revogada. A informação foi fornecida pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), através de seu representante, Sílvio Jabloniski, durante audiência no Senado Federal.

“Em nenhum momento se pensou em cassar o registro da empresa no Brasil. A extração está suspensa até entendermos o fato”, o representante da ANP.

A suspensão das atividades da empresa poluidora, Chevron, ocorreu no dia 23 deste mês, até enquanto não forem identificadas as causas e os responsáveis pelo vazamento de petróleo e restabelecidas as condições de segurança no local.

Segundo o representante da ANP às informações conseguidas durante a etapa de apuração de responsabilidades, pode permitir a ANP propor mudanças no marco regulatório brasileiro.

“Estamos sempre prontos a aprender com qualquer tipo de incidente que aconteça no Brasil”, disse o representante da ANP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *