Operação de busca apreensão de documentos do período da ditadura, efetuada pela Policia Federal e por oficiais da Justiça, cumprindo ordem emitida pela 1ª Vara da Justiça Federal, atendendo a um pedido do Ministério Público Federal do Distrito Federal (MP/DF), prendeu o oficial de reserva Sebastião Curió Rodrigues de Moura, vulgo Curió. Curió foi um dos terríveis repressoras da Guerrilha do Araguaia, na década de 70.

Nas duas residências de Curió, onde foram realizadas as buscas e apreensão, foram apreendidos documentos, um computador e uma arma de fogo sem documentação. Curió prestou depoimento à Justiça e ao Ministério Público Federal, depois foi conduzido à Superintendência da Polícia Federal, onde foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma. Como é militar, foi conduzido a Polícia do Exército.

Curió, em entrevista passada, já havia cantado que pelo menos 41 militantes foram mortos depois de serem capturados pelo Exército.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *