Um dos pontos lamentáveis da superstição é promover no crente a certeza de que seu corpo é imaterial, não é composto de sistema nervoso, cérebro e mente. Nisso o supersticioso crente se sente indolor. O couro está comendo e ele se reporta aos céus, pela imaginação, crente que seu corpo encontra-se livre da matéria pecadora. O céu é testemunha, imagina ele. Mas estão ali, em seu corpo, as enfermidades criadas pelo mundo que ele, com sua superstição, tenciona protegê-lo.

Foi assim que alguns religiosos seguidores de Alá resolveram, através de suas crenças, protestar contra as atrocidades que vem ocorrendo na Líbia. Os religiosos estavam em plenas orações quando as forças repressivas de Khadafi os expulsou dos céus, mandando-os de volta à Terra. Especificamente na Líbia.

Enquanto isso, a TV Estatal mostrava aos seus telespectadores um grupo de manifestantes pró-Khadafi protestando na Praça Verde, em Trípoli – cidade dominada pelos rebeldes -, contra os manifestantes que pretendem a renúncia do ditador líbio.

Seguindo a sequência da contra partida, em um ponto do distrito de Janzour, um grupo de manifestantes era perseguido pelo braço armado de Khadafi, resultando em mais dois mortos.

Em sua condição de desesperado diante do declínio irrevogável, para seduzir os manifestantes, Khadafi ofereceu US$ 400 para cada família deixar de se preocupar com sua liberdade, e aceitar sua continuidade no poder por outros infinitos anos.

Que Alá os proteja de Khadafi e dos dólares norte-americanos! E por que não dos Euros?

1 thought on “NEM ALÁ ESCAPA DA FÚRIA DE KHADAFI

  1. Finalmente, alguém teve a inóspita idéia de tabelar o valor humano: US$ 400 per capita. Que beleza… Como somos mal avaliados pelo mundo!!!
    Aliás, pelo Imundo!
    Quanto a ALÁ, oxalá alguém se lembre d’Ele sem ser nas necessidades…
    Pobres mortais, tão endeusados…
    Pobres deuses, tão mortalizados…
    To be or not to be… Já não sei mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *