EM CLIMA DE FESTA LULA, DIZ QUE MINHA CASA, MINHA VIDA CUMPRIU A META DE 1 MILHÃO DE MORADIAS

LULA_01

Em Salvador, completando sua última viagem como presidente do Brasil, ao lado da presidenta da Caixa Econômica Federal Maria Fernanda Ramos Coelho, o presidente Lula, alegre e contente, e em alguns momentos chegando a chorar, discursou para o povo baiano, confirmando que seu governo cumpriu a meta estipulada de construir 1 milhão de moradias. Aliás, uma meta que foi ultrapassada, já que na verdade os números são maiores: 1 milhão e 3 mil pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

Alguns companheiros dos meios de comunicação disseram que a gente não ia fazer o contrato de 1 milhão de casas. Possivelmente, algumas pessoas estavam acostumadas com um tipo de governo que ficava com a bunda na cadeira e não se importava de chamar seu companheiro para cobrar o que tinha de cobrar.

Venho aqui para lavar a alma. Um milhão e 3 mil casas contratadas. Fizemos isso para dizer àqueles que duvidavam, que nunca mais ousem duvidar da capacidade de construção de casa dos trabalhadores brasileiros e do governo que está terminando a resolver o problema do déficit habitacional do país. Pata àqueles que escreveram que não íamos entregar, que reescrevam e peçam desculpas”, discursou Lula.

Em meio aos aplausos e gestos de carinho, o presidente Lula falou sobre a gestão da presidenta Dilma Vana Rousseff, que mostrará para os machistas que as mulheres sabem administrar tão bem como os homens, ou melhor.

Se ela fracassar, os machistas de plantão vão dizer que lugar de mulher é lavando o chão, limpando cocô de criança. Só que as mulheres têm tanto ou mais competência que nós homens.”

Lula também falou sobre a crise que atingiu todos os países, mas que o Brasil soube como evitar. Lembrou da situação de países como os Estados Unidos, Europa e Japão, que sofreram com a crise econômica quando antes se colocavam como os grandes conhecedores dos problemas dos países sulamericanos, e de outros países do mundo.

Foi gostoso passar pela Presidência da República e terminar o mandato vendo os Estados Unidos em crise, vendo a Europa em crise, vendo o Japão em crise, quando eles sabiam tudo para resolver os problemas da crise brasileira, da crise da Bolívia, da crise da Rússia, da crise do México”, avaliou Lula.

Depois de Salvador, onde esteve à convite do governador Jacques Wagner, para inaugurar setores habitacionais, Lula deu uma esticada até Fortaleza, sendo recepcionado pelas autoridades locais e o povo.

Em seu giro de fim de mandato, rumo ao descanso do guerreiro, Lula se apresentou em videoconferência para eventos simultâneos em Canoas, São Paulo, Rio Grande do Sul, Campinas e Manaus.

E, para colocar mais fogo na festança, o instituto de Pesquisa CNT/Sensus divulgou sua 110ª pesquisa, confirmando o vício dos brasileiros. Lula tem 87% de aprovação pessoal, e 83% de avaliação de seu governo. Um vício imposto pela maioria dos brasileiros, colocando-o em uma posição recorde que “nunca antes na história deste país” ousou acontecer. Na verdade, nunca antes na história mundial um líder governamental saiu do governo com tamanha aprovação. Só ele. O Sapo Barbudo.

Enquanto isso, a elite ultradireitista, na pessoa de seu personagem mais invejoso se morde de ódio. E o povo, parafraseando velho lobo Zagalo, diz: “Eles vão ter que engolir o Sapo Barbudo por todas as histórias mesquinhas deles”.

E já se preparando para continuar o vício, a pesquisa mostra que 69,2% aguardam um governo positivo da primeira presidenta eleita no Brasil. Para 27,7% dos brasileiros, Dilma fará um ótimo governo, e para 41,5% ela fará uma boa administração.

É o fim de um mandato que chega ao fim sem chegar ao fim. Um mandato que continua em sua potência política construtiva que começou com o nordestino, arigó, Lula, e, a partir de 1º de janeiro, continua suas intensidades com a mulher Dilma Vana Rousseff.

1 thought on “EM CLIMA DE FESTA LULA, DIZ QUE MINHA CASA, MINHA VIDA CUMPRIU A META DE 1 MILHÃO DE MORADIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *