FORÇA-TAREFA DA PGU DE COMBATE À CORRUPÇÃO

Sabe-se que a fonte produtora da mais nociva patologia política, social e econômica de uma sociedade é a corrupção. Fator patógeno responsável por doenças, mortes, analfabetismo, enfermidade mental, desemprego, diminuição do crescimento econômico, injustiças, tudo que é contrário à existência. Sabe-se também que o produto desta fonte, o corrupto, é um agente pernicioso à sociedade por carregar uma índole amoral, não tendo qualquer afeto de culpa ao executar seu ato possessivo sobre o bem público. Sociopata-fronteiriço, ao enriquecer, por obra de seu delírio impulsionado por seu vazio ontológico, recorre a todos os expedientes para defender seu patrimônio construído amoralmente, como se fosse resultado de uma dedicação justa, e daí se portar como um cidadão acima de qualquer suspeita. Com direito de opinar sobre questões relativas às inseguranças públicas por se ter como a essência da honestidade. Na verdade, o emblema da sordidez.

A PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA E A CORRUPÇÃO

Entendendo os malefícios provocados pela corrupção ao organismo do Estado, principalmente a população, a Procuradoria Geral da União criou juntamente com a Advocacia Geral da União a força-tarefa de combate à corrupção, que vai trabalhar sobre a improbidade exercida por empresas, órgão públicos representados por prefeitos, deputados, servidores, e outros. Para isso, a Advocacia Geral da União está elaborando um modelo de ação para ter a eficácia necessária ao combate deste cancro social.

De acordo com PGU, já foram identificados 1.174 casos nos 26 estados do Brasil. Para tornar público sua atuação, a força-tarefa conta com 26 Advogados da União de todo Brasil, que estarão apresentando mais de 500 casos de improbidade no começo de dezembro, provavelmente no dia 9, data em que se comemora o Dia Internacional de Combate a Corrupção.

Grande feito jurídico-político-social para a ordem institucional da democracia brasileira. Principalmente quando se sabe que nestas eleições vários candidatos ficha-suja foram eleitos tanto para vereador como para prefeito. Os notórios corruptos, que, enriquecidos com o dinheiro público, agora se querem tomados como justos e honestos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *