___ oblíquas variações infinitas dos corpos ___

_____________Hiatos____________________O curso da Democracia é seu processual coletivo cujas variações produtivas escapam das vigilâncias paranóicas da posição rígida da tirania_______________           ))))))))))))))))))))))))))))________Emaranha-se como força-ativa entre as forças-reativas: o que não mata, rejuvenesce_____________
_________(((((((((((((((((((((((((((((______________Se o diabo existisse, possivelmente o corrupto o temeria: o dinheiro não seria valor para o senhor das luzes. Ajoelhado, o corrupto, chora clamando a Deus, não para ser perdoado, pois ele sabe que Deus é bondade, mas para buscar mais força para sua corrupção____________________((((((((

(((((((((((((((((((((((((((((((((___________Janus, o deus latino, têm duas faces: uma virada para trás, olha o passado; outra, virada para frente, mira o futuro. Janus não tem face no presente. Sendo ao mesmo tempo as duas faces, ele não ilude: o presente é um nada faceiro que nada conta___________________(((((((((((((((((((((((((__________A criança sentada faz percursos, trajetos, movimentos, repousos, velocidades, cortes, saltos, contrações, meios, produz afetos, enquanto, observando-a, sua mãe balbucia: “Como minha filha é ducada”_______________)))))))(((((((((((((_________

_____________Desenharam um imenso portão no deserto. A população inteira correu para ultrapassá-lo. Quando chegou do outro lado, percebeu que sua angústia continuava. Tentou voltar, mas o portão só abria para dentro_______________))))))))))))((((((((((((

)))))))))))))))))))))))))))______________________Há dois tempos: O tempo que perturba, e o tempo suave. Esse não mensura, daí não lhe ser útil__________________

__________________(((((((((((((((((((((((______________O escritor que extrai de suas vivências conteúdos para sua escritura, acredita ser necessário para seus leitores. Logo, credita-se Deus___________________________________))))))))))))))))))))))))))))))))))

____________Se a Obra de Arte é disjuntiva, a Exposição, para o mercado, é conjunção