SEIS COLETADOS NO INICIO DA OPERAÇÃO COLETA DA PF

A Polícia Federal, em Jales, município do interior de São Paulo, comunicou que as investigações da operação batizada de Coleta (a operação começou hoje em três estados), teve início em setembro. Seis pessoas já foram acusadas e tiveram suas prisões temporárias decretadas pela justiça, baseadas em denuncias oriundas do Ministério Público Estadual. Os nomes dessas pessoas não foram divulgados, mas foi divulgado que os detidos na Operação teriam agidos em São Paulo, Castilho e Ilha Solteira, no estado paulista, em Três Lagoas, município do Mato Grosso do Sul e em Coari, município do Amazonas.

Os agentes federais estão nas ruas à procura de objetos e documentos que sirvam de base material para comprovar os crimes eleitorais. Sendo confirmado, os presos responderão pelos crimes de formação de quadrilha, compra de votos, uso de documentos falsos e emissão de atestados médicos fraudulentos.

Além da emissão de atestados médicos a fim de beneficiar candidatos às eleições municipais, em nota, a PF ainda informou que “os participantes do esquema compravam votos de eleitores oferecendo cestas básicas, transportes, pagamento de contas e outras benesses”.

Segundo a Agência Brasil, “os detalhes da operação, segundo o órgão, deverão ser esclarecidos às 14h30, em entrevista à imprensa, na Delegacia da Polícia Federal em Jales”.

A Polícia Federal vem efetuando um trabalho no Brasil contra a patologia política, isto é, de combate aos candidatos (e também dos alcunhados políticos) que não concebem a liberdade do voto na democracia como um ato singular comprometido, ontologicamente, com a coletividade, como uma necessidade para a produção de um espaço público sem privações.

São estas ações republicanas e democráticas que auxiliam na construção de uma comunidade democrática.

E, ainda que não saiam algemados, o povo poderá dizer:

Tanto faz

Com algema ou sem algema

O povo sabe que

O político corrupto está sempre algemado”.

5 thoughts on “SEIS COLETADOS NO INICIO DA OPERAÇÃO COLETA DA PF

  1. Há algum tempo apelidaram Ilha Solteira como a cidade “Capital da Cultura”! Sou formado pela USP, nasci em Ilha Solteira e no presente momento estou terminando meus estudos para obtenção do título de mestre, também pela Universidade de São Paulo. Então me pergunto: Como uma cidade corrupta como esta pode ter sido chamado um dia de “Capital da Cultura”?. Em que ponto Ilha Solteira se perdeu a ponto de “Eleger” tantos corruptos? Hoje, depois de tantos anos de estudo, chego a seguinte resposta a tal indagação: IGNORÂNCIA. Hoje Ilha Solteira deixou de ser a querida “Capital da Cultura”, para se tornar a vergonhosa “Capital da IGNORÂNCIA”.

  2. Nao fique indignado meu querido sobrinho. A coisa é mais simples. Com certeza a maioria das pessoas que votam em corruptos, a troco de qualquer troco, nao tiveram a mesma oportunidade/esforço que voce teve para estudar e deixar de ser ignorante. Na verdade a falta de educaçao é o mal de todos os males. Nao os culpe, porque culpados e inescrupulosos sao os incompetentes que os seduzem. Incompetentes sim, e locupletadores, porque do contrario nao precisariam sair comprando votos e se arriscando a qualquer custo.Alguma vantagem levam nisso, ou nao??Continue enchergando a sua ilha como a Capital da Cultura. O resto é o resto.

  3. Sábias palavras do meu querido tio. Obrigado por complementar meu comentário (que mais foi um desabafo), de forma tão polida. Continuarei sim acreditando na Ilha e nas pessoas de bem que, justamente, lutam por ela. Como o senhor mesmo disse: “o resto é resto”.

  4. Coimpanheiros Murilo e José,
    valeu pela conversação. É assim que se minam as forças midiáticas, financeiras, sejam quais forem, de uma eleição, deixando passar argumentos, pois em muitas eleições o que menos se contou para se conseguir votos foram argumentos, mas sim coações de todas as formas. Os enunciados que vocês, gabriéis, tecem auxilia em muitos outros lugares, como em Manaus, Aracati, Membeca, Vitória, Belém, São Paulo, Codajás, entre tantos, para que outros gabriéis, silvas, pedros, dantas, florêncios, anastácios… não caiam no niilismo e possam compor proximidades democráticas afinadas.
    Valeu!

  5. Caro colegas ilhense, faço um pedido, nao deixem de acreditar no povo ilhense, nao por causa de meia duzia de pessoas que nao aprenderam os valores que os antigos moradores daqui deixaram de exemplo, esses que mancharam o nome de nossa queria Ilha Solteira, mostraram que não são filhos dela e nem pretendem ser um dia, sabias palavras do senhor José, vamos olhar o que Ilha Solteira fez de bom para aqueles que aqui passaram, e o resto é resto…e tentar deixar alguem de boas vontades governar por nós, não vamos desacreditar na raça humana, ainda este mundão tem jeito,bastaunirmos força, ebuscarcom fé..
    abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *