Deu uma ventania, ó Ganga

Foi no alto da serra

Eu, Maria Padilha, ó Ganga

Que vei descendo a serra

Maria Padillha

O meu nome se chama Maria Padilha da Encruzilhada. Tem várias marias padilhas, nós somos uma legião de marias padilhas. Tem padilha do cemitério, tem padilha das almas e vai aí em frente as padilhas que tem por aí.Nós somos uma legião de padilhas, mas eu sou a chefe de todas as Padilhas. Eu sou a chefe da falange. Nós tava dentro dum cabaré, e o povo tinha muita raiva de mim. Eu era uma moça formosa, bonita, mas de todos os homens. Todos os homens se casava comigo, então juraram de me matar. O cabaré pegou fogo, então eu levei todas as padilhas comigo e fiz a minha religião de padilha e nós tamos juntas, várias padilhas. Eu sou da corte do império e o meu marido é o diabo, então o que é que posso fazer? Tenho que fazer isso…

Aqui nessa cabeça eu vim quando ela tinha 7 anos de idade e pegaram, como eu não podia trabalhar, porque ela era uma criança, só tinha sete anos, me tiraram, me jogaram fora de cabeça de Dona Dora. Eu passei muitos dos anos sem vim na cabeça de dona Dora. Foi quando eu conheci seu Geovano, e mandei a moça ir lá para lhe chamar. Agora eu tô com dois anos na cabeça de Dona Dora trabalhando e já fiz todas as coisas que tenho que fazer dentro de dona Dora até o casuá de Dona Dora estão fazendo, então porque que eu não sou Padilha? Eu trabalho com magia. Eu não faço bem pra ninguém. Eu trabalho pra matar. Eu também trabalho com amor. Pra você ter êxito no meu trabalho, tem que fazer uma obrigação na encruzilhada, nas matas, aí você vai ter êxito, aí seu problemas vai acabar, você vai ter prosperidade. É só oferecer. Não, eu não trabalho com altar, quem quiser ter êxito tem que colocar tudo embaixo, nada em cima. Deve também tomar banho de rosas vermelhas com a champanhe. Ela abre a champanhe, pega as rosas, coloca tudo dentro, e quando a lua tiver formosa [a lua cheia], aí deita lá, e pode fazer seus pedidos, e mande para mim pela aquele careteiro [o bloguinho] que o senhor faz.

Essas duas moças que falaram no seu careteiro, eu vou falar com elas lá onde elas estão, e vou dizer no seus coração, pode ter certeza. Essa que diz que é Maria Padilha, não é não, estão enganando a moça, ela pode me esperar que eu vou falar com ela, lá mesmo onde ela estiver, eu vou falar com ela no sonho dela e vou amostrar o que a moça deve fazer, mas depois que ela tomar esse banho, mas tem que ser com as rosas naturais, vermelha mesmo. Se ela acreditar ela vai ter o que ela quer. Ela quer um amor impossível, e pra mim nada é impossível.

Meus trabalhos sempre dá certo, o Diabo sempre me ajuda, e não teria como não dar. A mensagem que eu tenho para as pessoas que acredita em mim e eu acredito que o povo acredita, porque o povo não acredita em Deus, mas em Exu o povo acredita é que quando quiserem alguma coisa, pode vim falar comigo e eu realizo. Quem tá lhe falando é a chefe das encruza. Eu sou bruxa, eu sou feiticeira. Se eu escolhi essa cabeça, eu exijo respeito. Teve esse pessoal que não queria aceitar Dona Dora, porque ela é deficiente. Ainda fizeram ela passar por um gasteiro grande, gastar um patacazeiro imenso, aí ela voltou muito arrasada, daí eu matei uma e ceguei o outro. Até que encontramos seu Geovano, seu Geovano conhece nós, sabe o que nós faz. Se for pra juntar, eu junto; mas se pra matar, a gente mata. Eu gosto mais é de beber o sangue. Quando quiser falar comigo, é só vim aqui.

Matei um pombo lá nas matas

Esse pombo baixou na cachoeira

Maria Padilha junto com seu Exu Caveira

Matei um pombo lá nas matas

Esse pombo caiu na cachoeira

Eu, junto com Tranca-Rua

Ô, lá nas cachoeiras…